2014/04/19

Aos fins-de-semana sou forçado a ver o DisneyChanel e, por conseguinte, obrigado a saber quem são o Austin e a Ally, a Jessie, a Violetta... e o Tomás (Pablo Espinosa)...
E ainda dou por mim a cantarolar isto...

2014/04/18

Hoje decidi recuperar uma tradição da minha infância.
Sou da Caparica (coelhos, aqui estou eu a falar um pouco mais de mim :p), terra de praias e de raízes piscatórias. Na Sexta-feira Santa, na qual, por tradição cristã, não se come carne, existe por aqui o hábito de se ir apanhar mexilhão nos pontões das praias, em particular na zona da Trafaria. Durante toda a minha infância o meu pai levava-nos até à Cova do Vapor, um pequeno lugarejo, ali onde o rio encontra o oceano, e passávamos parte da manhã a brincar na praia enquanto os mais velhos apanhavam os ditos mexilhões, lapas e percebes. No meu bairro era raro o vizinho que não cumprisse a tradição, por isso, quando deixámos de o fazer, havia sempre alguém que nos oferecia alguns desses moluscos.
Hoje, pela manhã, combinei com a princesinha uma ida à praia (já tinha verificado previamente a hora da baixa-mar); levámos a "tralha" do costume (patins em linha, bola, raquetes...) e algum material necessário para a escala na Cova do Vapor; deliciei-me logo na chegada àquele pitoresco lugar, onde não ia há cerca de 20 anos, e que, embora enquadrado por uma paisagem que consegue ser magnífica, continua repleto de verdadeiras pérolas da arquitetura clandestina, como a "Boutique Jeitosas", a "Vivenda tudo ou nada" ou a "Casinha da Natália"; surpeendi-me igualmente com a quantidade de pessoas que ainda cumpre a tradição. A meio da manhã uns já se iam embora, enquanto outros, como nós, chegavam ao pontão. Ainda apanhámos umas molhas, porque a maré já estava a subir, desfrutámos das vistas para a lindíssima zona da Barra e voltámos a casa com um saco de mexilhões. A caminho do carro já a princesinha me dizia que no dia seguinte queria voltar à Cova do Vapor. Divertiu-se tanto como eu me divertia em criança.
À tarde voltámos à praia, mas desta feita à Costa para o plano primeiro: andar de patins no paredão, jogar à bola, jogar raquetes, fazer o pino, apanhar banhos de sol... :)
A tradição ainda é o que era, ao som de Sol da Caparica (Peste & Sida).
Falar ajuda; ouvir ajuda mais ainda.
Porque (aprendi em pequeno que) quem fala muito diz muitos disparates, ao som de Don't speak (No Doubt).

2014/04/17

ROBERTO BOLLE,
bailarino italiano, é a capa da Vanity Fair Italia de abril. 
Parece que o mês está a ser interessante em capas de revista; e de repente tive uma vontade súbita de ir ao ballet :)


(Fotos: Bruce Weber)

2014/04/15

Há cerca de 6 meses combinei com uma amiga deixarmos o ginásio, para começar a correr nos finais de tarde. Definimos um plano de corrida, de 3 a 4 vezes por semana, incentivámos outros amigos/colegas que de vez em quanto se juntam ao grupo e, em poucos meses, tornou-se numa agradável rotina. Atualmente corremos alguns quilómetros por dia, tendo como objetivo, não apenas o bem-estar físico e mental, mas a participação em algumas corridas/provas. A estreia foi numa pequena corrida não competitiva, de 5km, no início de março, e agora... ninguém nos pára. Depois disso já participei, com um amigo, numa divertidíssima Secret Run (10km), daqui a pouco mais de uma semana farei a Corrida da Liberdade (11km) com alguns amigos, depois segue-se a The Color Run (5km) com outro grupo de amigos... e muitas outras corridas/provas se seguirão. Uma das metas para este ano é a de uma meia-maratona, lá para outubro. Para o próximo ano fica o sonho de uma maratona :)
Nestas provas/corridas em que participamos não temos objetivos individuais, corremos em grupo, pelo convívio com os amigos e pelo desporto. Quer nos treinos, quer nas corridas/provas, alguém faz de lebre, porque é sempre bom irmos superando o nosso melhor :)
Aos fins-de-semana, normalmente, corro ainda com a minha "flôrzinha", que é muito mais desportista do que alguma vez eu fui, e que por vezes participa em provas escolares ou nalgumas em que a vou inscrevendo (para além de todos os outros desportos que faz e adora: judo, basket, futsal, ping-pong...).
Uma vez por semana gosto de correr sozinho; headphones, um playlist de corrida, os cheiros da primavera (é o lado bom de uma cidade rodeada de campo :)... No meio de tudo isto lavam-se as vistas :)

Para quem estiver interessado, há uma "rede social" - Like Run - muito interessante onde se pode consultar todas as provas e corridas que vão acontecendo, e onde poderão fazer um perfil (de atleta, naturalmente), no qual vão registando os resultados e as provas a participar e participadas.
I think I better run, run run..., ao som de Run, run, run (Phoenix).
BRIAN SHIMANSKY,
na capa de abril da Officiel Hommes Singapore.
O moço já por aqui tinha andado, no papel de "rapaz dos perfumes", num anúncio (do Versage Eros) que não lhe fazia grande justiça. Desta vez não nos podemos queixar :)
Recomendo a visualização integral das imagens da vida de Brian no paraíso, aqui.



(fotos: Chuando & Frey)

2014/04/14

LYKKE LI
"Never learn" é o próximo álbum da cantora sueca (quem nunca cantarolou I follow rivers?...), com lançamento previsto para início de maio. 
"No rest for the wicked" é primeira música, que aqui fica em escuta, on the radio.
Belíssima banda sonora para início de semana :)